Existe um velho ditado que diz que todos nos devemos fazer mais com menos. O problema, porém, é que o foco está geralmente no “menos” e o “mais” raramente acontece.

A redução dos custos nem sempre é o mocinho da história, como apresentado no livro “Crescimento Lucrativo”, do genial Ram Charam (https://goo.gl/yh685d), que aborda as consequências que um mau crescimento pode trazer para o negócio.

Mau Crescimento!? Isso mesmo, você leu corretamente!

O mau crescimento acontece quando a empresa decide cortar custos ao invés de otimizá-los, aumentando paliativamente a margem e colocando em risco a sustentabilidade do negócio através de reduções no efetivo da força de trabalho, verbas de capacitação e investimentos.

É surpreendente como a maioria dos orçamentos das empresas contenha tão poucos detalhes sobre receitas e fontes de aumento da mesma. A grande maioria das linhas nos orçamentos estão relacionadas aos custos. Poucas delas, se é que há alguma, identificam os recursos destinados explicitamente ao crescimento.

O foco excessivo nos custos e uma marginalização dos benefícios atrelados a eles é uma combinação cruel que traz no seu currículo a extinção no mercado de milhares de empresas ora antes consideradas investimentos saudáveis.

19 View

Leave a Comment