Conclui hoje a leitura do livro Um Novo Jeito de Trabalhar do Laszlo Bock (https://amzn.to/2Mhqqtx).

Um exemplo citado nesta obra, que sempre me encantou, foi a definição da missão do Google:

“Organizar as informações do mundo e torná-las mundialmente acessíveis e úteis.”

A diferença fica clara e evidente quando comparamos esta missão com as de outras empresas tradicionais consolidadas no mercado, escolha uma qualquer e simplesmente compare.

Além da brilhante simplicidade, ela não se refere a lucro nem a mercado, tampouco a clientes, acionistas ou usuários. A verdade é que eles jamais conseguirão realizar esta missão… Sempre haverá mais informações a organizar e maneiras cada vez melhores de torná-las úteis. O grande barato é que a inexequibilidade deste propósito atua como um pivô motivacional que direciona o Google a inovar e melhorar seus processos continuamente, atuando como uma grande engrenagem de um círculo virtuoso. Por exemplo, se a missão de uma empresa inclui ser “líder de mercado”, depois de ser realizada ela passa a oferecer pouca inspiração. A amplitude de uma missão permite que a organização possa avançar de olho na bússola, não no velocímetro.

#maratonadeleitura #hsmexpo18′ #readingmarathon #d30d #day15

20 View

Leave a Comment