Antes de iniciar este texto, gostaria de lhe convidar a fazer uma breve reflexão:

– Quantos relatórios você recebe por dia que simplesmente não lê?

– Quantas vezes você recebeu uma informação, produto ou serviço com um prazo 5, 10 vezes ou mais do inicialmente acordado?

– Você acha que os prazos internos do departamento que lhe atende não fazem o menor sentido?

Uma prática muito comum no mercado é a internalização da relação cliente e fornecedor, estabelecendo o conceito de CLIENTES INTERNOS. O estranho é que muito pouco se ouve sobre a internalização do conceito de vendas, a principal ponte que consolida o relacionamento entre fornecedores e clientes.

Vejo frequentemente empresas quebrando o paradigma da mentalidade do FOCO “NO” CLIENTE para o FOCO “DO” CLIENTE, estabelecendo a necessidade do cliente como pilar central do seu modelo de vendas.

Em qual dos dois modelos você acha que está sendo tratado como cliente interno?

Prepara-se! Agora vem o soco na barriga… COMO VOCÊ ACHA QUE O SEU CLIENTE INTERNO RESPONDEU AS PERGUNTAS DA REFLEXÃO ACIMA?

Apesar de ser mais confortável sempre assumirmos a posição de cliente, a verdade é que indiferente de onde o seu departamento está na cadeia da organização você será cliente de um lado e fornecedor do outro.

72 View

Leave a Comment