“A lâmpada elétrica não foi criada melhorando as velas continuamente.”

O foco na melhoria contínua, sem um norte ou um propósito bem definido de para onde devemos melhorar, é um forte equívoco na aplicação deste conceito.

Comumente representada pela palavra de origem japonesa “KAIZEN”, que possui tradução literal “mudar para melhor”, é um dos principais pilares da cultura Lean e massivamente utilizada em grandes processos industriais nos dias hoje.

Essa cultura foi originada no Japão na década de 50, centrada nas ideias da administração clássica de Fayol e foi criada como base para a reestruturação e desenvolvimento das indústrias nipônicas após a segunda guerra mundial.

As empresas consideradas “best in class” nos seus segmentos trocaram o “foco na melhoria contínua” para o “foco no benchmark”.

O “KAIAKU”, uma palavra também de origem japonesa com tradução literal “mudança radical” deve, sempre que possível, ser implementada de forma alternada entre os processos de melhoria contínua possibilitando a empresa atingir o seu propósito de benchmarking.

Gostou? Quer saber mais sobre isto?

Me segue aqui no LinkedIn

12 View

Leave a Comment