A frase “o bater de asas de uma simples borboleta poderia influenciar o curso natural das coisas e, assim, talvez provocar um tufão do outro lado do mundo”, começa a ser mais verdade agora do que nunca.

Coca-Cola foi eleita, pela sétima vez, a marca mais consumida do planeta. A bebida esteve presente no ano de 2018 em mais de 40% dos lares de todo o mundo… Até aí, nada de novo, certo!?

Agora, imagine o impacto de uma mudança no supply chain em uma empresa deste porte!

Vamos fazer um exercício rápido.

A empresa lançou em 2017 um desafio em um comunicado no seu site oficial premiando com US$ 1 milhão do dólares a pessoa que encontrasse um composto de origem natural, seguro e com baixa ou nenhuma caloria, que criasse a sensação de gosto de açúcar quando usado em bebidas e alimentos.

Infelizmente este prêmio não foi pago. O desafio ainda não foi superado. Mas vamos considerar a onda que seria criada por esta mudança:

– Seriam menos 1,6 x 10¹² Kcal consumidas no planeta.

– O mercado de açúcar teria que se reinventar para realocar a demanda excedente deste produto.

– Revisão da estratégia de valor do mercado sucroenergético.

– Redução do preço de combustíveis com base em indústrias sucroalcooleiras.

294 View

Leave a Comment