Em 1970, Rams introduziu a ideia de desenvolvimento sustentável e a obsolescência como um crime do design. Consequentemente ele se fez a seguinte pergunta: “meu design é um bom design?” A resposta gerou seus, hoje celebrados, dez princípios.

O bom design:

  1. É inovador – As possibilidades de evolução não estão, de forma alguma, esgotadas. O desenvolvimento tecnológico sempre oferece novas oportunidades de designs originais. Mas o design imaginativo sempre se desenvolve em paralelo com a avanços tecnológicos, nunca pode ser um fim por sim próprio.
  2. Faz um produto ser útil – Um produto é comprado para ser usado. Ele tem que satisfazer não apenas o critério funcional, mas também o psicológico e estético. Um bom design enfatiza a utilidade de um produto enquanto exclui qualquer coisa que poderia prejudicá-la.
  3. É estético – A qualidade estética de um produto integra a sua utilidade porque produtos são usados todos os dias e têm um efeito nas pessoas e seu bem-estar. Apenas objetos bem executados podem ser bonitos.
  4. Ajuda a entender o produto – Ele esclarece a estrutura do produto. Melhor que isso, ele pode fazer com que o produto expresse claramente sua função fazendo uso da intuição do usuário. No melhor dos casos, ele é auto-explicativo.
  5. É discreto – Produtos que atendem a um propósito são como ferramentas. Eles não são objetos decorativos nem obras de arte. Seu design deve, desta forma, ser neutro e contido, deixando espaço para a expressão do usuário.
  6. É honesto – Ele não faz um produto parecer mais inovador, poderoso ou valioso do que ele realmente é. Ele não tenta manipular o consumidor com promessas que não serão cumpridas.
  7. É durável – Ele evita estar na moda e assim nunca parece antiquado. Diferente de um design da moda, ele dura muitos anos – mesmo na sociedade descartável atual.
  8. É meticuloso – Nada deve ser arbitrário ou ao acaso. Cuidado e precisão no processo de design demonstram respeito com o consumidor.
  9. É ambientalmente correto – O design tem uma importante contribuição com a preservação do meio ambiente. Ele economiza recursos e minimiza a poluição física e visual ao longo do ciclo de vida do produto.
  10. É o menos design possível – Menos, porém, melhor – porque ele se concentra nos aspectos essenciais, e os produtos não são carregados com detalhes não essenciais. Retorno à pureza, retorno à simplicidade.
Read More


Uma tinta especial, desenvolvida por pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e de Harvard, permite a confecção de tatuagens biossensoriais onde a tinta muda de cor de acordo com o nível glicêmico no sangue.

O produto ainda está na fase de teste, mas já imagino, em futuro não muito distante, como as empresas que, ainda hoje, possuem regras quanto ao estereótipo dos seus funcionários se comportariam neste novo cenário.

 

Read More


Muita gente acha que basta escrever todos os dias, disponibilizar conteúdo de qualidade e que isso, por si só, trará potenciais clientes para alavancar seus negócios.

Já vi várias pessoas falando por aqui que estavam desistindo do IN porque não conseguiam resultados com a plataforma, o ponto é que, o grande problema não está na plataforma mas sim na forma com que as pessoas a estão utilizando.

Existe um erro de perspectiva quanto a real função das redes sociais no processo de vendas. Correlaciono-o, analogamente, ao erro de Paralaxe, um erro que ocorre devido ao posicionamento incorreto do observador frente à uma escala de graduação.

Geração de conteúdo, de qualidade é claro, aumenta a sua autoridade digital, não o volume do seu faturamento.

A grande verdade é que a promoção de conteúdo não é o “fim” comercial mas sim o “meio” de consolidar sua autoridade digital. E você o que acha?

Read More


Este mês a minha empresa, Facilitador de Valor, completou 2 anos de existência. A comemoração hoje é muito mais do que um mero marco, é, literalmente, ver um sonho tomando forma e se concretizando. O video abaixo mostra o meu discurso de despedida do meu último emprego antes de me tornar empreendedor, o dia em que saltei da CLT para PJ.

De lá para cá muita coisa aconteceu!

Infelizmente os 1300 caracteres do IN não vão me permitir citar as mais de 3000 pessoas incríveis que tive a honra de conhecer, trabalhar, palestrar e/ou capacitar neste primeiro ciclo. Tive o prazer de construir parcerias e atuar como Facilitador de Valor nas empresas:

ArcelorMittal Brasil, USIMINAS, Lhoist, Elanco, PMI-MG – Project Management Institute Brazil, Minas Gerais Chapter, Amcham-Brasil, Associação Serrana de Recursos Humanos – ARH Serrana, Trecsson Business FGV, PETRONAS, Semear Innovation e Tatos Botao,Lda.

Coloquei o conhecimento e meu desenvolvimento como prioridade e me orgulho nestes últimos 2 anos de carregar no meu currículo certificações pelas instituições:

Harvard University, Singularity University e Massachusetts Institute of Technology.

Agradeço, imensamente, a todos que fizeram e fazem parte desta história!

Read More





100% das solicitações de propostas de trabalho que recebo vem por outras fontes que não o LinkedIn ou outras redes sociais. Entretanto, após o recebimento da proposta comercial a vasta maioria deste contatos, principalmente os que fecharam algum negócio, consultaram o meu perfil e acessaram algum conteúdo que gero aqui no IN, que por sinal, tem baixo engajamento e poucas visualizações. Porém, este conteúdo foi um dos fatores fundamental para validar o que os meus clientes estavam buscando.

Recentemente estava trocando uma ideia com o Daniel Scott e em resposta a um insight que ele me deu, surgiu o pensamento abaixo que deixo como provocação e reflexão para este post.

“NÚMERO DE SEGUIDORES É VAIDADE, GERAÇÃO DE CONTEÚDO É SANIDADE E CONVERSÃO DE VENDAS É O REI!”

Ás vezes, as nossas redes sociais não são o “fim”, mas sim o “meio” comercial.

E aí o que você acha? Faz sentido?

Read More


“Transformar a geração de conteúdo e a passagem de conhecimento em uma experiência de aprendizagem memorável.”

Foi inspirado no desafio desta missão que criei o Workshop Produtividade Jedi, há mais de 2 anos venho trabalhando e aperfeiçoando esta solução. Ontem tive o prazer de realizar este evento para o Insitituto USIMINAS, equipe incrível, não tenho palavras para descrever o quão gratificante é tê-los como parceiro!

Penélope Portugal parabéns pela equipe e ambiente de trabalho que vocês estão construindo! Agradeço a confiança e oportunidade em estarmos trabalhando juntos!

Read More


Detectar novas oportunidades de crescimento, conseguir estabelecer tendências e se antecipar a elas é um dos fatores chaves para garantir sua competitividade em um mercado em expansão.

Mas como descobrir onde e quando a próxima onda de crescimento ocorrerá?

A maioria das análises de mercado estão centradas no tradicional modelo macroeconômico que considera dados como tendência de crescimento populacional, taxas de urbanização e poder de compra. Entretanto, as novas oportunidades de negócio estão, cada vez mais, frequentemente localizadas e negligenciadas em economias competitivas.

Realizarei, diretamente de Harvard, no dia 11/07/2019, às 20:00h, horário de Brasília, um webinar para compartilhar os principais insights sobre como podemos integrar a estratégia, empreendedorismo, gestão e tecnologia para ir além do benchmarking.

Gostou!? Então acesse o link e garanta já sua inscrição!

https://lnkd.in/dVzu-8t

Read More

1 2 3 16